COOPAVEL ALIMENTOS

1 de agosto de 2009

VÍRUS DE LABORATÓRIO?

Gripe Suína, Gripe Porcina ou Gripe Influenza A (H1N1) como é mais correto dizer, deve afetar cerca de 67 milhões de brasileiros em dois meses, segundo estudo do Ministério da Saúde divulgado pela Folha de São Paulo. Este estudo revela que, do total de infectados, entre 3 e 16 milhões apresentarão complicações. Destes, entre 205 mil e 4,4 milhões terão de ser hospitalizados. Na semana que passou a Organização Mundial da Saúde desistiu de contar os casos individuais, por causa da velocidade com que o vírus se espalha.


PIADAS
Até 15 dias atrás as autoridades brasileiras e locais pareciam acreditar que a coisa não era aqui. Que vírus não chegaria ao Brasil. A morte de um motorista de caminhão, no Rio Grande do Sul, após ter estado na Argentina, parecia ser um caso isolado. Culpa dos argentinos descuidados e não do Brasil. Mas como tudo no Brasil é motivo para piada, já tinha gente chamando o “Influenza A” de "Gripe Porcina" (porco em espanhol), ou seja, só atingiria países de língua espanhola e, quem sabe elimina-se do mapa os chatos argentinos (nossos eternos rivais).


BANCARROTA
Piadas a parte, a gripe não tem fronteiras e o blog foi investigar o que os mexicanos tinham a dizer sobre a Gripe Porcina. Uma reportagem da poderosa Rede de TV Televisa mostra que os mexicanos acreditavam que o vírus H1N1 pode ter sido fabricado em laboratório com a finalidade de salvar da bancarrota dois gigantes da indústria farmacêutica mundial. Realidade ou ficção?

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário